terça-feira, 27 de Abril de 2010

A Expansão do mundo socialista

Apesar das pesadas consequências da 2ª Guerra Mundial, a URSS entrou rapidamente num período de recuperação e desenvolvimento da sua economia, contanto para isto, com as matérias-primas e as infra-estruturas dos países Europeus do Leste.
A URSS e os países da Europa de Leste recusaram a ajuda dos EUA, constituindo em 1949, uma organização de cooperação económica, o COMECON (conselho de Assistência Económica Mútua). Com o fim da 2ª Guerra mundial, a expansão do socialismo ultrapassou as fronteiras da Europa e novos países passaram a adoptar sistemas socialistas, chegando à China com a Revolução Comunista de Mão Tsé-Tung, à Coreia do Norte e à Indochina. Oito Países europeus tornaram-se socialistas. No início da década de 1960, Cuba tornou-se o 1º país latino-americano a aderir ao bloco liderado pela URSS, que superou a devastação provocada pela guerra, mantendo os mesmos princípios anteriores a 1939. Não houve ruptura no campo político e social, apenas a partir de 1953, com a morte de Estaline haveria alterações. Em 1956, Kruschev, secretário-geral do partido comunista, fez ataques a Estaline em relatório lido no 20º congresso. A crítica estimulou a abertura política.